Deep in the meadow, under the willow, a bed of grass, a soft green pillow.
Segunda-feira, 9 de Julho de 2012

15 anos dos seus 80.

Ao meu avô. Àquele que me soube ensinar, em dias tristes, como encontrar a felicidade. Àquele que sempre me soube destapar as janelas quando dentro de mim se encontrava a escuridão. O senhor que me ensinou a arte de amar, o poder de sorrir e a sensação de ser feliz. Àquele a que eu tenho que dar aos parabéns por ter aturado, durante estes 15 anos, todas as minhas parvoíces. Aquele que me fala com a alma, e não com a voz.

Não preciso de ser uma futura herdeira. Não preciso de qualquer herança, quando já a recebi sem pedir. São os meus 15 anos dos seus 80. Os seus 80 anos que, em 65, me ensinaram que a vida é dura mas que no final tudo fica bem. É o meu avô, a pessoa que me deram sem eu pedir, mas que eu sempre soube que necessitava. A mão enrugada que eu segurei quando a minha ainda era frágil.

O que me mostrou o Mundo na escala real, quando eu pensava que era uma miniatura. O que me alertou para os perigos do dia-a-dia, mas que também soube dizer: vou estar lá para ti. O modelo a seguir, um segundo pai. Os 15 anos que passei a seu lado e que nunca me arrependi, nem nunca me irei arrepender. Que venham mais dores de cabeça da minha parte, e mais doçura da sua.

Um avô... é alguém que já experimentou as dificuldades da vida na pele, e que nos vem para nos prevenir delas.

le me mais o meu avô.
separadores: ,
uma filosofia de agnes hope às 22:46
link | comentar | favoritos?
16 comentários:
De carina a 9 de Julho de 2012 às 22:52
parece
falar sobre esse traste deu-nos uns bons temas de conversa. nem que seja eu a consolar-te e a dizer que mereces melhor. 


De carina a 9 de Julho de 2012 às 22:55
eu vou ser daquelas que vai para a universidade sem ter beijado ninguém ahahah


De carina a 9 de Julho de 2012 às 22:58
boa piada essa


De Susana a 9 de Julho de 2012 às 23:02
Minha querida, está uma ternura. Bem escrito, de alma e coração. Parabéns não só pelo brilhante texto mas por com esses teus 15 aninhos conseguires reconhecer a dádiva que é o teu avô!! :)


De jade e. wood a 9 de Julho de 2012 às 23:04
uh uh uh uh no no way, you won't get the best of me, i don't plaaaay


De Marta a 10 de Julho de 2012 às 02:34
esta mt bonito o texto ;)


De dawn a 10 de Julho de 2012 às 09:35
eras tão amorosa!
ora, não comentam porque têm preguiça! e obrigada.


De Teresa a 10 de Julho de 2012 às 10:11

mas que belíssimo texto!


De bladiceia a 10 de Julho de 2012 às 11:56
gostei muito deste texto, agnes. :)


De maria a 10 de Julho de 2012 às 18:58
podes ir ao msn agora? preciso de te dizer uma cena.


Comentar post

nos favoritos

pulso

Não existe altura inalcan...

eram jogos

Naufrago

chama-lhe sorte

é.

No fundo.

(onze)

em treze palavras

O chão que pisas sou eu.

entertainment

metade são coisas impossíveis; 101 coisas em 1001 dias

dossier

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

separadores

bitches

blogs

cartas

challenge

estúpido

família

férias

filosofias

hunger games

images

inspira-me

jennifer lawrence

josh

movies

músicas

quotes

school

sem interesse

sobre mim

tumblr

todas as tags

de quem fala comigo

«e tu principalmente estas a ser um anjo do meu blog» - lhuna / «eu gosto de ti, sendo tu normal ou não.» - marie

networks

listography; tumblr; twitter; formspring; goodreads; mahogany - blogspot;

theme by ariana